Segundo o STF é cabível a concessão de prisão domiciliar aos reeducandos que cumprem pena em regime semiaberto e aberto